28/02/14

Espargos na mesa, saúde na cama?


A. A inclusão dos espargos na lista de alimentos afrodisíacos pode ter justificação não na sua forma fálica, mas nos seus benefícios nutricionais:
1.   A vitamina B3 dilata os vasos sanguíneos, aumentando a intensidade das sensações.
2.   As vitaminas B e B1 atuam sobre os neurotransmissores que influenciam a predisposição sexual.
3.   O ácido fólico estimula a produção de histamina que aumenta a apetência para atingir o orgasmo, tanto masculino como feminino.

Pouco calóricos e ricos em vitaminas, os espargos são um alimento rico em ferro (que combate a anemia), potássio e com propriedades antioxidantes.
Na cozinha, são múltiplas as possibilidades na sua confeção: entradas (com ovos mexidos são uma delícia!), sopas, saladas, souflés…
Conclusão: O consumo regular de espargos estimula o sistema imunitário, protegendo o organismo da ação dos radicais livres. É uma garantia de saúde na cama? Mal não há de fazer…

B. A concluir uma receita deliciosa para maiores de 18…
Ingredientes
.2 molhos espargos verdes
.2 batatas pequenas
.2 cebolas médias
.1 dente de alho
.0,5 dl água
.1 ramo de hortelã
.1 colher de sopa azeite
.1 colher de sobremesa sal
.pimenta-preta (do-reino)

Preparação
Lave muito bem os espargos. Aproveite para retirar algumas pontas que deverá reservar para a guarnição final.
1. Corte os restantes espargos em pedaços, assim como as batatas, as cebolas e o alho previamente descascados.
2. Leve ao lume uma panela com água e quando ferver, introduza os legumes. Deixe cozer até estarem macios.
3. Retire do lume e triture tudo muito bem, passando posteriormente o creme por um passador fino.
4. Adicione o sal e o azeite e leve novamente ao lume.
5. Introduza então as pontas dos espargos reservadas e deixe ferver lentamente até estarem cozidos.
6. Quase no final da cozedura, adicione algumas folhas de hortelã e salpique com a pimenta. Servir bem quente.

Nota final: Se quiser a receita de um creme de espargos sem batata, veja AQUI.

Abraço e muita saúde à mesa… e na cama!
AP
P.s. Cá em casa, consumimos espargos selvagens colhidos na floresta (ver imagem no início do artigo)…

23/02/14

A cenoura faz mesmo os olhos mais bonitos?

Beleza para  os seus olhos... Veja a receita AQUI.
 
Afinal, a cenoura faz ou não os olhos mais bonitos?
Tem dúvidas? Sendo a cenoura é uma grande fonte de vitamina A, que contribui para o bom estado da visão, da pele e das mucosas, os olhos ficam garantidamente mais saudáveis. Olhos sãos ficam certamente ainda mais bonitos!
 
Informação complementar:
Sendo originária do Afeganistão, desde o ano 500 A.C., quando foram registadas as suas primeiras sementes, que a cenoura era cozida em ensopados para curar doentes.
Os benefícios da cenoura, chegada à Europa no século XIII, são imensos. Rica em vitamina A, este legume contém muitos sais minerais, como fósforo, cloro, potássio, cálcio e sódio, necessários ao bom equilíbrio do organismo, e vitaminas do Complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo.
Comer a cenoura crua é sem dúvida uma das melhores formas de ingerir este legume. Ralada ou inteira, e bem lavada, a cenoura limpa os dentes e desenvolve os maxilares. O seu sumo favorece o bom funcionamento do fígado, purifica a bílis, ajuda na cura da icterícia e é um bom remédio para as doenças dos brônquios e pulmões. O caldo concentrado de cenoura, ao qual é adicionado mel e/ ou sumo de limão, é óptimo para curar bronquites, sendo ainda indispensável para gestantes e lactantes, pois melhora e aumenta o volume sanguíneo que, consequentemente, aumenta e melhora a produção do leite. Na fase do crescimento ela é essencial: é eficiente contra o crescimento retardado em crianças, na dentição defeituosa ou insuficiência de resistência contra as infeções.
Há quem defenda que a cenoura tem várias propriedades medicinais por ser antisséptica, antimicrobiana, aperiente, bronzeadora, cicatrizante, citostática, diurética, emoliente, estimulante dos sistemas linfático e nervoso, rejuvenescedora, remineralizante, suavizadora.
Doentes de reumatismo, por exemplo, devem beber sumos de cenoura diariamente, assim como comer cenouras cruas antes das refeições. A cenoura crua e ralada é ainda excelente na cura de úlceras quando aplicada diretamente no local afetado.
Por ser tão nutritiva, a cenoura deve ser ingerida pelo menos três vezes por semana. É um dos legumes que se conserva por maior período de tempo, podendo ser preparado sob a forma de sopas, saladas, cremes, suflés ou doces.
A cenoura tem um elevado teor de caroteno (provitamina A), responsável pela coloração amarela dos vegetais e que no organismo se transforma em vitamina A. Tem uma pequena quantidade de vitamina C e contém óleos essenciais e pectina (a mesma função da maçã, que fomenta a formação de gelatina). Fonte de vitamina E, que tem uma importante ação antioxidante, evitando danos nos tecidos, e de ácido fólico - fundamental para o bom funcionamento dos sistemas imunitário, nervoso e cardiovascular -, a fibra da cenoura ajuda no trânsito intestinal e na redução dos níveis de colesterol do sangue.


22/02/14

Cascas de batata fritas com noz-moscada!

Ficaram apetitosas!

Aqui fica uma receita simples, original, económica e supersaborosa!

Ingredientes:
.Cascas de batata (de preferência biológica)
.Azeite (de oliva) ou óleo de amendoim
.Sal e noz-moscada moída

Preparação:
1. Lave bem as batatas e tire-lhes a casca com um descascador.
2. Com o azeite já quente, leve as cascas a fritar até começarem a ficar loirinhas.
3. Tire as cascas da frigideira e ponha-as sobre papel absorvente para retirar o excesso de gordura.
4. Polvilhe com sal fino (usei flor de sal) e uma pitadinha de noz-moscada.
5. Delicie-se enquanto o petisco está quentinho!
Sugestão: Pode acompanhar esta entrada com um vinho branco seco fresco ou uma cerveja geladinha.

Bom apetite e excelente fim de semana para todos!
António

19/02/14

Ovos mexidos com espargos c/ arroz de rúcula!


 
Aproveitando o facto de ter colhido à tarde magníficos espargos-selvagens na floresta que há junto ao local onde vivo, resolvi confecionar esta receita ao jantar, recorrendo a alimentos cá de casa: excelentes coentros e rúcula da horta e fresquíssimos ovos das minhas lindas e generosas galinhas.

A rúcula, também conhecida como mostarda-persa, é rica em vitaminas (A, B, C e K) e é uma fonte de cálcio e ferro. Os espargos oferecem as propriedades vasodilatadoras da vitamina B3.
O arroz, os ovos, a pimenta, os coentros e o azeite completam esta refeição saborosa e muito interessante do ponto de vista nutricional.

Ingredientes:
.1 copo de arroz (+- 200 g)
.3 copos de água
.1 chávena (xícara) de rúcula picada
.3 colheres (de café) de sal
.4 colheres (de sopa) de azeite (de oliva)
.1 ramo de coentros
.3 alhos triturados em puré
.pimenta-preta (do-reino) moída no momento
.3 ovos
.1 chávena de espargos (aspargos) picados

Preparação do arroz:
1. Num tacho antiaderente, estufe os alhos em duas colheres de sopa de azeite durante 1 minuto.
2. Junte a água (a ferver), o arroz e a rúcula.
3. Acrescente sal (2 colheres de café) e a pimenta e deixe cozer em lume (fogo) médio.
4. Passados 10 minutos, junte os coentros picados e deixe cozer mais 5 minutos.
5. Desligue o lume e deixe mais repousar 5 minutos, com o tacho tapado.

Preparação dos ovos:
1. Numa frigideira antiaderente, aqueça o azeite (2 colheres de sopa).
2. Junte os espargos e deixe fritar durante 2 minutos em lume médio, mexendo sempre.
3. Bata os ovos com sal (1 colher de café) e uma pitada de pimenta e coloque-os na frigideira.
4. Vá mexendo com uma colher de pau. Passados cerca de 3 minutos, os ovos estarão soltinhos. Estão prontos.

Bom apetite!
AP

16/02/14

Banana com goiabada sob pitadas de canela!


Este ano, fiz a goiabada mais líquida para poder dar-lhe uma utilização mais versátil nas sobremesas: misturada com iogurte natural (não açucarado), como recheio de tortas, para barrar crepes, etc.
Surge assim a proposta de hoje. Muito simples: é só barrar a banana partida em metades longitudinais com a goiabada e polvilhar com canela.

Uma festa para o palato, uma riqueza do ponto de vista nutricional:
O potássio, o magnésio, o manganês e as vitaminas (sobretudo B2, B6 e B9) da BANANA fundem-se com o ferro, o fósforo, o cálcio, as fibras (uso sempre a casca na goiabada) e a vitamina C (mais do que no limão ou laranja) da GOIABA. O feliz enlace é abençoado por pitadas de CANELA, orgulhosa das suas propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias, facilitadoras da digestão e com a capacidade de fazerem descer os níveis do mau colesterol!

O António quis e a sobremesa nasceu!
Bom apetite para todos.
AP

15/02/14

Beterraba com atum em ninho de alface!

O jantar de hoje teve direito a aplausos...
 
Sugiro-vos hoje uma refeição completa, simples de confecionar, saudável e muito saborosa. Como bónus, a beterraba é excelente para a saúde, pois tem vitaminas (A, C e do complexo B), ferro, magnésio, zinco, potássio e fósforo.

Ingredientes:
.beterrabas
.atum em conserva
.folhas de alface
.alhos esmagados em papa
.azeite (de oliva)
.vinagre balsâmico
.sal, pimenta-verde, coentros

Preparação:
1. Coza as beterrabas (inteiras e com a pele) em água e sal durante 40 minutos.
2. Tire a pele às beterrabas e corte-as em palitos (como se fossem batatas para fritar).
3. Numa frigideira antiaderente, aqueça o azeite com os alhos e junte os palitos de beterraba.
4. Em lume (fogo) médio, mexendo sempre, deixe apurar durante 4 minutos.
5. Polvilhe com a pimenta (moída no momento) e os coentros picadinhos, mexa bem e, passado 1 minuto… está pronto!
6. Deixe arrefecer a beterraba e coloque-a sobre as folhas de alface com o atum (escorrido).
7. Se apreciar, decore com azeitonas.

Bom apetite!
AP

12/02/14

Banana com geleia de laranja, mel e canela!


Hoje, uma sobremesa simples mas requintada. O processo de confeção da geleia pede alguma paciência, mas o resultado compensa bem o trabalho.

Bom apetite!
AP

RECEITA DA GELEIA COM CANELA E MEL DE EUCALIPTO

Ingredientes:
12 laranjas (preferencialmente de uma espécie sem caroços)
300 g de açúcar
1 copo de água
2 paus de canela
2 colheres de sopa de mel (escolhi de eucalipto)
 
Preparação:
1. Com um descascador de legumes, tire as cascas de 3 laranjas e corte-as em tirinhas finas. 
2. Com 6 laranjas (incluindo aquelas a que retirou a casaca) faça sumo (suco). 
3. Descasque as outras 6 laranjas e corte-as em cubos pequenos.
4. Ferva as cascas que cortou em tiras e jogue a água fora. 
5. Coloque num tacho antiaderente as tirinhas, o sumo (suco), as laranjas cortadas aos cubos, o açúcar, a canela e a água e deixe ferver em lume (fogo) baixo até engrossar.
6. Quando começar a levantar espuma persistente, coe o preparado para ficar só com o líquido. (Pode triturar a polpa e usá-la como recheio de bombons de chocolate negro.)
7. Volte a pôr o líquido no tacho, junte o mel e mexa bem. Quando recomeçar a fazer espuma, a geleia está pronta. Ainda quente, coloque em frascos de vidro. Depois de arrefecerem, guarde-os no frigorífico (geladeira), onde poderão conservar-se em ótimas condições durante 6 meses.
Nota: Esta receita é adaptação de uma outra encontrada AQUI. Reduzi drasticamente o açúcar.

11/02/14

Queijadinhas de batata-doce!

Ficaram assim: irresistíveis!

Excelentes estes doces: muito suaves e a derreter-se na boca. Ainda por cima, pouco calóricos. A receita rende muito e dá para mais de 30 queijadas.

Ingredientes
.2 ovos
.200 g açúcar
.40 g de óleo vegetal
.100 g farinha
.1/2 l leite
.300g de batata-doce em puré (muito bem passado)
.raspa de uma laranja

Preparação:
1. Bata todos os ingredientes durante 5 minutos na batedeira.
2. Encha forminhas individuais (as de silicone são práticas) e leve-as ao forno (180 graus) durante cerca de 30 minutos.
3. Deixe arrefecer, desenforme e ponha em forminhas de papel (como na imagem).
Sugestão: Se gostar, pode polvilhar as queijadas com canela.

Bom apetite!
AP

Observação: A receita resulta da adaptação de uma outra de queijadas de abóbora que encontrei AQUI.

10/02/14

Legumes salteados com presunto e queijo assado!


Para o jantar do último domingo, quis confecionar um petisco que pudesse honrar um excelente vinho tinto que um amigo me ofereceu. Sem tempo para ir fazer compras, resolvi improvisar com o que tinha em casa. Resultado: de comer e chorar por mais!

Ingredientes:
.couves-de-bruxelas e couve-flor
.presunto
.queijo de pasta dura que derreta bem (usei queijo da Ilha Graciosa, Açores)
.3 dentes de alho
.azeite (de oliva), orégãos, sal e pimenta-preta (do-reino)

Preparação:
1. Coza os legumes em água e sal (couves-de-bruxelas, 20 minutos; couve-flor, 12 minutos).
2. Numa frigideira antiaderente, junte o azeite e os alhos feitos em papa durante 1 minuto.
3. Acrescente os legumes e deixe apurar, durante 5 minutos, mexendo sempre.
4. Num recipiente de ir ao forno, coloque o queijo cortado em fatias (um dedo de grossura), regue com azeite e polvilhe com orégãos. Com o grill no máximo deixe ficar até tostar (cerca de 5 minutos).
5. Ponha os legumes com fatias de presunto no prato e sirva o queijo no recipiente em que foi ao forno.
6. Acompanhe com pão estaladiço (pode mergulhar pedacinhos no queijo derretido), azeitonas e um vinho tinto velho.

Bom apetite!
AP

09/02/14

20 alimentos para combater as dores de cabeça!


O mundo das dores de cabeça é mais complexo do que parece e engana-se quem pensa que são todas iguais. Existem vários tipos e com causas distintas, sendo necessário identificá-las para as combater. Fique a saber como as reconhecer e que alimentos ingerir.

Origem da dor
Descrição da dor
Alimentos
ENXAQUECA
É aquela dor, quase sempre forte, que ataca somente um lado da cabeça, causando náuseas, sensibilidade à luz e impedindo que, por vezes, pequenas ações do dia-a-dia sejam concretizadas. A melhor solução para as prevenir é ingerir riboflavina, mais conhecida por vitamina B2. Esta melhora o desempenho do cérebro e ajuda a manter a energia das células musculares. (…)
.espargos, .cogumelos
.quinoa
HORMONAL
Tal como as enxaquecas, também as dores de cabeça hormonais se apoderam apenas de uma zona da cabeça. A sua origem está no estrogénio, daí que as mulheres acabem por sofrer mais deste tipo de dor de cabeça do que os homens. Aqui, a melhor arma são os alimentos ricos em magnésio. (…)
.espinafres
.hortaliças
.batata-doce
.bananas  
.sementes de
 girassol
TENSÃO
(PRESSÃO)
Este tipo de dor de cabeça caracteriza-se pela sensação de ter uma faixa apertada na cabeça, tendo-se a impressão de que a estão a espremer. Está normalmente associada ao stress, podendo ser provocada pela tensão dos músculos do pescoço. Para lutar contra este tipo de dor é essencial ingerir alimentos ricos na coenzima Q10, um poderoso antioxidante responsável pela produção de energia no nosso corpo e auxiliar na proteção dos vasos sanguíneos. (…)
.ovos
.atum
.cavala
.brócolos
.couve-flor
GRIPE
Ou
RESFRIADO
A dor de cabeça é muitas vezes um dos primeiros sinais de que vem aí uma gripe ou uma constipação. Isto acontece porque quando ficamos doentes o corpo começa, desde logo, a perder sais essenciais e água, causando desidratação. (…)
.uvas
.melancia
.melão
.abacaxi
.morangos
1. A planta ligústica é usada há séculos pelos chineses. O segredo para afastar as enxaquecas mais terríveis é ingerir, diariamente, uma dose de 350 a 499 mg desta planta, o equivalente a duas ou três chávenas de chá. Embora não seja muito conhecida, a ligústica pode ser encontrada, por exemplo, em ervanárias. Outro grande antídoto contra as dores de cabeça, também usado pelos chineses, há milhares de anos é o gengibre, que funciona como um anti-inflamatório. Para fazer chá de gengibre deve cortar a raiz e fervê-lo durante dez minutos.
2. Uma outra opção para prevenir dores de cabeça é ferver cinco ameixas secas em quatro copos de água, juntamente com uma colher de sopa de chá verde e duas colheres de sopa de hortelã. Depois de dez minutos está pronto a beber. Três chávenas por dia são suficientes.
.chás:
 ligústica
 gengibre
 
 
 
 
 
 
 
.ameixas secas (com chá e hortelã)
Data: 8/02/2014
Fonte: http://visao.sapo.pt/20-alimentos-para-combater-as-dores-de-cabeca=f768488#ixzz2smVavWvp

04/02/14

Arroz de couve-flor com coentros!

Da matéria-prima, acabada de colher na horta...
 
...ao prato, com uma salada de valeriana, também acabada de colher!

A suavidade do arroz e a doçura da couve-flor deixam-se seduzir pelo caráter forte dos coentros. Envolvem-se os ingredientes, misturam-se os sabores, libertam-se os aromas… e nasce a obra: um prato saboroso e dietético, para o prazer antecipado do vosso palato!

Ingredientes para 4 a 6 pessoas:
.1 copo de arroz (+- 200 g)
.3 copos de água
.1 chávena (xícara) de couve-flor picada grosseiramente (+- 100 g)
.2 colheres (de café) de sal
.2 colheres (de sopa) de azeite (de oliva)
.1 ramo de coentros
.3 alhos triturados em puré
.pimenta-preta (do-reino) moída no momento

Preparação:
1. Num tacho antiaderente, estruja os alhos no azeite durante 1 minuto.
2. Junte a água (a ferver), o arroz e a couve-flor.
3. Acrescente o sal e a pimenta e deixe cozer em lume (fogo) médio.
4. Passados 12 minutos, junte os coentros picados e deixe cozer mais 1 minuto.
5. Desligue o lume e deixe repousar 5 minutos, tapando o tacho.

Sugestão para os adeptos de regimes mais vegetarianos:
Este arroz pode ser um acompanhamento, mas também se transformará no prato principal se tiver a companhia de uma salada e feijão (ou grão) guisado em molho de tomate.

Bom apetite!
AP